Montar e operar um escritório envolve sempre um investimento alto de tempo e dinheiro. São muitos os detalhes a serem pensados, desde o ponto de locação até a operacionalização e manutenção do espaço. E se a solução for alugar um local pronto, mobiliado e com os custos divididos entre os usuários do espaço? A GoWork, empresa de escritório compartilhado e recursos corporativos, aposta no modelo de negócio do coworking.

coworking-networking

O executivo Fernando Bottura, fundador da GoWork, mantém em São Paulo nove unidades de escritórios compartilhados que operam neste modelo. Bem localizadas e com um mobiliário de design inspirador, os “open space”, como são conhecidos, permitem que diferentes empresas e empreendedores dividam o espaço, as despesas e as experiências profissionais.

“Em geral, quando o empreendedor ou empresário aluga um espaço, esquece de incluir o custo da alocação, que compreende a somatória de despesas com aluguel, limpeza, manutenção, mobiliário, entre outros itens. O valor passa de um montante planejado para um custo muito mais alto. No modelo de coworking a única preocupação do empresário é levar o seu próprio computador”, explica Bottura.

Em média, o custo para montagem de um espaço corporativo é de aproximadamente R$33.000,00 reais só para a instalação, compra de forros, luminárias, divisórias, pinturas, equipamento de rede, piso, ar condicionado, sala de reunião, cabeamento, instalação da rede e etc.
Ao mês, estima-se que o gasto seja de R$5.950,00 representando um custo anual de aproximadamente R$71.400,00 reais. dependendo da estrutura.

Benefícios do Coworking

No coworking, o investimento é de cerca de R$ 800 para ter seu escritório compartilhado, ou seja, uma estação de trabalho dedicada e é possível configurar espaços reservados, como salas privativas, trazendo mais privacidade à empresa e aos colaboradores.

“Para manter a credibilidade com os clientes e até mesmo o conforto para os colaboradores, havíamos escolhido uma região de fácil acesso, com um amplo espaço para realização de reuniões. Além da locação do espaço, tínhamos as despesas com serviços de copeira, manutenção de redes de computadores, limpeza, ar-condicionado, entre outros. Minha empresa estava operando com um custo muito alto. Optei por migrar para o coworking e manter o capital humano da empresa. Não perdemos em nada. Mudamos para um escritório pronto, mobiliado, com todos os serviços de facilities inclusos, sala de reunião, recepcionista e telefonista personalizada com um custo 40% menor”, conta Anuar Tacach, proprietário da empresa OOF e usuário do modelo de coworking.

O modelo de coworking compartilha o mesmo ambiente com pessoas de diferentes áreas, atendimento telefônico personalizado, secretária bilíngue, internet, suporte de TI, recepção, equipamentos de copiadora, fax e impressora, áreas comuns como lounges, banheiros, cozinha e salas reunião.

“Possibilitamos aos nossos clientes a comodidade de estar em um escritório altamente moderno, bem localizado, além de um ambiente rico para network e compartilhamento de práticas para evoluir em seus negócios”, finaliza Bottura.

Sobre a GoWork:

A Gowork é uma empresa de compartilhamento de espaços e recursos corporativos. Criada em 2012, a empresa atende pequenos empreendedores e também empresas de médio e grande porte com um número maior de colaboradores. O serviço oferece além do espaço para trabalho, suporte de TI, secretária bilíngue, atendimento telefônico personalizado, sala de reunião e manutenção de áreas comuns, entre outros. Atualmente, a GoWork opera em nove endereços de São Paulo e soma 1.350 estações de trabalho.  www.gowork.com.br