Apesar da fragilidade econômica atual, ainda existem modelos de negócios viáveis para quem quer empreender

5 dicas de investimento em tempos de crise

Em tempos de crise, dificilmente encontramos gente disposta a empreender em um novo negócio. Porém, quem arrisca de forma precisa pode atingir grandes resultados.

Baseado em uma das listas publicadas no portal da Revista Exame, separamos 5 negócios que podem aumentar a renda do empreendedor, mesmo com a economia em baixa:

1 – Cosméticos

Segundo pesquisa realizada pelo Bank of America Merrill Lynch, o mercado da vaidade é a quarta economia mais rentável do mundo. E, em tempos de crise, muitas pessoas preferem o tratamento estético em casa em vez de ir a salões de beleza.

Logo, investir na venda de produtos de beleza no varejo, diretamente ao consumidor final, é uma boa escolha para o empreendedor.

2 – Comidas práticas

O setor alimentício é um mercado que dificilmente deixa de faturar. Apesar da necessidade de os consumidores pouparem em meio à crise, a comida é um produto indispensável para o consumo humano, e sua demanda tende a crescer conforme o aumento populacional.

Aproveitando essa vantagem, investir em comidas práticas e de preço baixo, pode ser uma ótima saída para quem quer ganhar dinheiro nesse período economicamente conturbado.

3 – Conserto de produtos básicos

Com a população brasileira controlando cada vez mais seu orçamento, raramente as pessoas pensam em comprar um celular novo, novas roupas ou novos móveis.

Assim, empreender em assistências técnicas em geral, serviços de costura ou carpintaria, são investimentos que dificilmente não trarão bons resultados.

4 – Franquias

Seguindo o sentido oposto da economia brasileira, o setor de franquias cresceu 11,2% no semestre passado. Apesar de normalmente o investimento inicial ser alto, quem detém os direitos de uma nova franquia não se depara com um mercado ainda desconhecido, o que traz uma grande vantagem no mundo empreendedor, pois facilita a adaptação do franqueado à área de atuação.

5 – Treinamento em vendas e relacionamento com cliente

Caso não queira lidar com bens tangíveis, uma possibilidade é a venda de serviços. Aproveitando a necessidade dos negócios de vender mais, quem tem conhecimento em vendas e relacionamento com clientes, e consegue compartilhá-lo facilmente, pode oferecer treinos que alavanquem as ações nessas áreas de empresas já existentes, principalmente para a prospecção de novos clientes.