Escritório compartilhado: tudo que você precisa saber antes de alugar

As palavras ”Escritório Compartilhado” ou  “coworking”, como é conhecida hoje, origina-se com um conceito proposto por Brad Neuberg, em 2005. Representa um conceito que é ao mesmo tempo muito específico, mas foi deliberadamente projetado para que não seja definido por nenhuma pessoa ou classe.

Escritório Compartilhado como alugar?

Embora isso tenha permitido que o Escritório compartilhado prosperasse em muitas formas e formatos, ele também permitiu que seu significado se tornasse ambíguo à medida que seu uso crescia.

O que é Escritório Compartilhado?

Responder a essa pergunta pode ser algo complexo, uma vez que os princípios básicos de escritório compartilhado, ou coworking , remontam há centenas de anos, com coletivos de artistas e escritores. Mas, foi apenas recentemente que esse conceito teve uma palavra única para assimilar suas nuances.

Como resultado, responder à pergunta sobre o que é Escritório compartilhado não é simples. Está diretamente relacionado ao conceito original de Neuberg e desde então evoluiu para um movimento descentralizado focado em torno de um conjunto central de valores compartilhados: comunidade, colaboração, economia, acessibilidade e sustentabilidade.

Embora o conjunto exato de valores que compõem o Escritório compartilhado varie um pouco de acordo com a interpretação, é comumente aceito que ele representa muito mais do que simplesmente “pessoas que trabalham em um espaço compartilhado”.

Conhecido por muitos como Coworking, representa uma maneira fundamentalmente nova de pensar sobre como trabalhamos e compartilhamos uns com os outros.

Se precisarmos escolher uma definição para escritório compartilhado

Na realidade das dinâmicas de trabalho atuais, o sistema de Escritório compartilhado ou coworking é um modo de trabalho em que profissionais liberais, freelancers, solopreneurs e outros empreendimentos de menor porte (ou pequenas representações de grandes empresas) ficam em um espaço compartilhado sem perder a independência.

Além de dividir alguns metros quadrados de escritório, profissionais que trabalham em coworking também compartilham valores de cooperação, trocam ideias e criam com uma sinergia comum, sem perder a individualidade.

Como funciona o sistema de compartilhamento de escritório?

A maioria dos espaços de Escritório compartilhado oferece não apenas aluguel compartilhado de escritórios, mas também pacotes de benefícios por taxas mensais definidas.

Normalmente, você pode optar por possuir uma mesa específica ou optar por um pacote mais barato com acesso compartilhado flexível a mesas por um período limitado a cada mês.

A maioria dos espaços de escritório compartilhado são comunidades amigáveis e sociáveis de profissionais e empresas que pensam da mesma forma. É por isso que, para muitas pessoas, o coworking oferece o melhor de todos os mundos.

Você desfruta de todas as liberdades e benefícios do trabalho remoto com a sociabilidade, a conveniência e o acesso aos recursos que teria em um escritório. Assim, você pode se concentrar inteiramente em uma tarefa e, se precisar, pedir conselhos, trocar contatos ou até mesmo ter um bate-papo amigável.


Para as empresas, profissionais liberais e freelancers, o coworking também representa uma economia de recursos significativa, especialmente no começo.

Muitas empresas iniciam em soluções mais simples como escritório virtual. Obtendo um endereço comercial e/ou fiscal, além de atendimento telefônico para atender os recados, muito útil para quem está iniciando um negócio ou precisa de um endereço na cidade.

Ao contrário dos escritórios tradicionais, os espaços de coworking são relativamente baratos e contam com uma variedade de pacotes projetados para atender diferentes necessidades.

Taxas de Escritório compartilhado geralmente cobrem o espaço da mesa, Wi-Fi, impostos do imóvel, condomínio e uso de uma área de cozinha. Tudo isso está em um único preço, reduzindo custos para a empresa.

Quer saber mais sobre as taxas? Separamos uma lista de preços de Coworking em São Paulo.

Alguns também cobrem o uso de um espaço de reunião compartilhado e oferecem extras adicionais pagos, incluindo telefones, armazenamento e seu próprio conjunto de chaves para acesso 24 horas por dia.

Além disso, é possível fazer contratos flexíveis, renovados mensalmente e com possibilidade de expansão se os negócios crescerem.