UBER: A STARTUP MAIS VALIOSA DO PLANETA

Aplicativo de compartilhamento de corridas inova mais uma vez ampliando seus serviços

Presente em todos os continentes, o Uber revolucionou o mercado e incomodou muito taxistas. Lançado em 2009, o aplicativo que teve um crescimento meteórico, já está em 60 países e é a startup mais valiosa do mundo, ultrapassando a chinesa Xiaomi.

Ao receber, em agosto deste ano, um investimento de US$ 100 milhões da Microsoft, seu valor de mercado chegou em US$51 bilhões. A primeira grande injeção de dinheiro ao Uber veio em seu primeiro ano de existência, quando recebeu US$50 milhões. Assim, foi dado o primeiro passo para que mais países recebessem seu serviço e sua área de atuação começasse a expandir para uma escala global.

Coworking-Gowork-Startup-SP-Uber

Porém, tão dinâmico quanto o crescimento do próprio aplicativo são os assuntos e polêmicas que surgem ao seu redor. Tanto que em algumas cidades o aplicativo já foi proibido, como deve acontecer em São Paulo. Na capital paulista, os taxistas se organizaram e com vários protestos, os vereadores da cidade votaram a favor da proibição do Uber. Isso, sem contar os países que já tiveram o aplicativo proibido. Por exemplo a Espanha, Índia e Tailândia.

Enquanto o mundo discute uma regulamentação ou até a constitucionalidade do Uber, pouco tem se falado sobre as inovações que a aplicativo vem trazendo em termos de dinâmicas sociais.

A ideia que deu origem a essa ferramenta, criada em São Francisco, foi de oferecer um serviço similar ao táxi, mas neste caso com carros de luxo. Além do serviço principal, o próprio site da marca exibe todas as opções de transporte que a empresa oferece: uberX, Taxi, Black, SUV e LUX .

A outra novidade do aplicativo é o UberEats, que ao invés de “atrapalhar” taxistas deve incomodar os motoboys. Este novo serviço de delivery está disponível em várias cidades dos Estados Unidos, como Nova York, Los Angeles e Chicago. Pelo mundo, a nova função já existe em Barcelona e Toronto.

Mesmo causando polêmicas por onde passa, o Uber deve expandir esse novo serviço a diversos países, entre eles o Brasil. Os números comprovam que não deve haver receio em empreender e expandir, principalmente neste mercado tecnológico. Tanto que novas startups vem ganhando importância global.

Startup de mercado tecnológico

Empreender neste ramo de tecnologia tem dado muitos resultados e nem sempre o aplicativo precisa ser o líder do segmento. Um exemplo disso é o aplicativo de paquera Divino Amor, que está longe do líder Tinder, mas descobriu que seu nicho entre os evangélicos.

Outro exemplo de aplicativo, não líder de mercado, é o pouco conhecido Lyft. O principal concorrente do Uber, conquistou US$150 milhões de investimento. Apesar da grande quantia o valor representa apenas 10% do que o líder no segmento conseguiu para expandir suas operações. Os principais executivos do negócio estimam um faturamento de US$ 800 milhões em 2015.

Outra Startup que revolucionou o mercado é a Airbnb. Criada em 2008, é a terceira mais valiosa do mundo e foi idealizada para pessoas anunciarem cômodos ou moradias para outras que procuram por acomodações. Esta marca hoje em dia vale US$ 25 bilhões.