CONHEÇA NEBIA E OMNIPROCESSOR: DUAS TECNOLOGIAS QUE TEM TUDO PARA REVOLUCIONAR A LUTA CONTRA FALTA DE ÁGUA

Ferramentas evidenciam avanços consideráveis na economia e reaproveitamento de recursos hídricos

Especificamente na região sudeste brasileira, temos vivido e enfrentado a principal crise hídrica de nossa história. Reservatórios com menos de 15% da capacidade, racionamento e pessoas sem poder tomar banho. Tudo isso naquela que já foi considerada a terra da garoa! Como será possível uma mudança tão drástica no meio ambiente? Você se lembra que entre dezembro de 2009 e fevereiro 2010, houve chuvas fortes por mais de 40 dias consecutivos?

Será isso resultado da interferência do homem na natureza ou apenas mais um ciclo de tantos pelos quais a Terra passa, passou e ainda passará? Provavelmente um pouco de cada coisa, mas é inegável o papel (nesse caso de vilão) do homem em todas as mudanças e tragédias naturais que temos visto. Porque só começamos a tomar consciência, refletir e mudar nossas atitudes quando nos vemos diante de um problema cuja solução já está tão distante que nem podemos enxergar? Porque não tentar antecipar crises, identificar falhas e aprimorar o modo como vivemos?

Enquanto observamos uma série de catástrofes naturais, pessoas carentes de recursos básicos e crises relacionadas ao esgotamento ou desequilíbrio do meio ambiente, algumas pessoas tem trabalhado incessantemente para resgatar o equilíbrio do planeta.

Nebia

No Vale do Silício, um grupo de jovens vem desenvolvendo uma ideia bastante curiosa que promete transformar radicalmente um delicioso hábito do dia a dia de todos nós: o banho.

Em média, um banho convencional, tomado com chuveiros comuns, gasta cerca de 75 litros de água. Esta empresa, ao longo dos últimos anos, vem trabalhando num projeto que visa a criação de um novo tipo de chuveiro, que economize água e ao mesmo tempo proporcione uma sensação tão boa quanto a do banho que todos já conhecemos. Parece que eles conseguiram.

Após muitos projetos e tentativas, a empresa desenvolveu o Nebia, um chuveiro que gasta 70% menos água que os chuveiros convencionais. Isso porque a nova ferramenta utiliza uma tecnologia chamada H2MICRO que transforma a água em algo semelhante a uma névoa. Isso explica o próprio nome do chuveiro, afinal Nebia é a palavra em italiano para Névoa.

A empresa tem sido uma das “sensações” do mercado e já conseguiu mais de US$ 1 milhão em investimentos. Inclusive, alguns de seus principais investidores são importantes executivos como Tim Cook, da Apple, e Eric Schmidt do Google. Além deles, a empresa conta com financiamento da incubadora de startups Y Combinator.

Omniprocessor

Sua imaginação lhe permite imaginar uma máquina capaz de transformar fezes humanas em água potável e energia? Se não, recomendo que exercite a sua imaginação. Se sim, você está prestes a ver uma revolução em termos de sustentabilidade ambiental e social.

Criada pela empresa Janicki Bioenergy e ainda em desenvolvimento, uma máquina batizada de Ominiprocessor está sendo projetada exatamente para fazer isto que você imaginou, ou não.

Por meio de dois processos distintos, a Omniprocesor transforma fezes em água tão potável quanto água mineral. Primeiramente, as fezes são fervidas de modo que a água evapore. Em seguida o vapor passa por um processo de limpeza para que possa ser consumida. Ao final, as fezes já secas são queimadas a 1000 graus Celsius, gerando eletricidade.

A máquina tem criado tanta expectativa que o bilionário Bill Gates, por meio de sua fundação, vem promovendo ajuda financeira para a continuação do aprimoramento do processador. A nova tecnologia será voltada, principalmente, à países pobres e emergentes, onde as condições sanitárias são inadequadas e cuja população enfrenta graves problemas de desidratação e doenças causadas por consumo de água contaminada.