Mulheres já são maioria entre os donos de novos negócios no Brasil

Uma das principais questões da atualidade, quando falamos de empreendedorismo, é o aumento da participação do público feminino no mercado de trabalho e a inserção destas mulheres em projetos de cunho inovador. No começo deste ano, a Secretaria de Políticas do Trabalho e Autonomia Econômica das Mulheres divulgou que o público feminino, do Brasil, inserido na força de trabalho, aumentou cerca de 4,5% entre 2000 e 2010.

coworking-gowork-sp-empreendedora-brasileira

Apesar de os homens ainda possuírem uma taxa de alocação no mercado maior que as mulheres, já é possível dimensionar avanços concretos em questões que se referem ao âmbito da igualdade de gêneros. Prova disso é o aumento do empreendedorismo feminino que vêm ocorrendo no Brasil durante os últimos anos. Hoje, o número de mulheres empreendedoras e donas de negócios com menos de três anos de operação é maioria entre todos os novos negócios brasileiros.

Programas de fomento ao empreendedorismo feminino

Parte considerável deste crescimento se deve ao surgimento de gabaritados programas de incentivo focados na preparação e desenvolvimento de empreendedoras brasileiras.

Um destes programas é o “10.000 mulheres”, o primeiro deste perfil a ser colocado em prática no Brasil. Trata-se de uma parceria entre o banco americano Goldman Sachs e a Fundação Getúlio Vargas (FGV) que visa o aprimoramento na formação de mulheres que não tiverem a oportunidade de frequentar universidades de ponta. O curso oferece mais de 64 horas de aula sobre assuntos como: gestão, estratégia, finanças e tecnologia da informação.

Outro importante programa de fomento ao empreendedorismo feminino é o “Dell Women’s Entrepreneur Network” (DWEN). Desenvolvido pela empresa americana, o programa “DWEN” é composto por dois blocos distintos. O primeiro deles é pautado na construção de um networking colaborativo. A partir de um grupo no Linkedin, formado por empreendedoras selecionas pela Dell, mulheres se encontram para debater conteúdos de negócio relevantes. A outra parte que compõe o programa é a realização de eventos regionais e globais com workshops e palestras sobre conteúdos relacionados a práticas empreendedoras.

Para quem se interessou pelo programa “10.000 mulheres” as inscrições estão abertas até o dia 15 de agosto deste ano. Basta entrar em http://www.10000mulheres.com.br/home e participar do processo seletivo.