BNDES e MDIC inauguram iniciativas de fomento ao empreendedorismo brasileiro

2 Dicas especiais para o empreendedor de pequeno e médio porte

Se você é um empreendedor que possui algum negócio de pequeno ou médio porte e tem o sonho de exportar seu produto ou serviço para mercados do exterior, existe uma nova ferramenta que promete facilitar sua vida. Trata-se do “Mapa Estratégico de Mercados e Oportunidades Comerciais”, um serviço desenvolvido Agência de Promoção de Exportações e Investimentos (Apex-Brasil) e pelo Ministério da Indústria, Desenvolvimento e Comércio Exterior (MDIC) que descobre os melhores mercados que existem para vender seus produtos e serviços.

De acordo com a gerente de estratégia de mercado da Apex-Brasil, as empresas de pequeno e médio porte que utilizarem o serviço do “Mapa Estratégico de Mercados e Oportunidades Comerciais”, encontraram informações sobre 32 mercados potencias, de acordo com a demanda de cada produto brasileiro.

O serviço desenvolvido pela Apex-Brasil é gratuito e pode ser acessado por meio do seguinte endereço: http://geo.apexbrasil.com.br/.

A ferramenta funciona de maneira interativa e intuitiva, tornando a experiência do usuário bastante simples. Para descobrir se o produto ou serviço da sua empresa possui potencial para ser levado a algum mercado exterior basta seguir 4 passos. Primeiro, defina a área de atuação da empresa. Em seguida, escolha o tipo de negócio que a caracteriza. Adiante, determine o subtipo. Por fim, basta executar a função de filtragem por continente.

Um incentivo à inovação

Recentemente, o Banco Nacional Do Desenvolvimento Econômico Social (BNDES) lançou uma linha de financiamento e crédito para investimento em inovação. De acordo com o BNDES a taxa de juros será definida de acordo com o porte de cada empresa. Para micro, pequenas e médias o custo será baseado na Taxa de Juros a Longo Prazo (TJLP) que hoje está em 6% com adição de 1,5%.

De acordo com o BNDES, a nova linha de crédito, lançada em maio, é focada na melhoria de processos em empresas de qualquer porte, setor e região do país, desde o financiamento de testes e ensaios até treinamentos para usuários finais. Em nota oficial o banco afirmou que a iniciativa pretende aumentar a taxa de inovação das empresas brasileiras e estimular o mercado nacional de desenvolvimento de tecnologias. Em 2014, o Brasil ficou na 67ª posição no ranking mundial que mede o envio de conhecimento e tecnologia.

Precisando de espaço para empreender, a Gowork tem espaços para empreendedores de pequeno e médio porte.