Fundado nos Estados Unidos, em setembro de 1998, o Google surgiu de um projeto de pesquisa de dois alunos do doutorado da universidade de Stanford na Califórnia, Larry Page e Sergey Brin.

Sergey Brin, nascido em Moscou, foi morar nos Estados Unidos aos seis anos de idade.  Cresceu dentro do contexto de uma família de intelectuais, sua mãe era cientista da NASA e seu pai professor universitário de matemática, em Maryland. Logo cedo, Sergey decidiu que estudaria Ciência da Computação, formando –se com méritos em 1993. Continuou seus estudos até chegar no doutorado em Stanford, onde logo conheceu Larry Page, quando foi o responsável por introduzir o colega ao campus.

Americano, Larry também herdou seu gosto pela computação de família. Seu pai foi cientista da computação da universidade de Michigan e Larry seguiu seus passos até chegar no curso de doutorado em Stanford.

Apesar de terem discordado sobre absolutamente tudo, em seu primeiro encontro, os dois estudantes começaram a trabalhar juntos em projetos de pesquisas e logo desenvolveram artigos que culminariam na criação de um mecanismo de pesquisa chamado “BlackRub! ”, que viria a ser o protótipo do que conhecemos hoje por buscador do Google. Hospedado pela própria universidade de Stanford, o projeto chamado “BlackRub! ” logo foi um sucesso. Até o fim de 1996, o serviço que funcionou até 1998 já havia indexado mais de 75 milhões de páginas.

Os dois estudantes, julgavam que os motores de busca da época, não atuavam com a eficiência necessária para suprir com qualidade a demanda, uma vez que exibiam seus resultados classificando-os pela contagem de quantas vezes os termos apareciam na primeira página. Decidiram, então, apostar em um novo sistema buscador, que analisava também a relação entre os sites, estabelecendo um critério de relevância além da contagem do número de páginas. A essa nova tecnologia foi dado o nome de PageRank.

Com a tecnologia pronta e finalizada, faltava apenas um nome mais atraente ao público e que desse a dimensão da ambição do projeto. Após muitas sugestões, surgiu o nome “Google”, oriundo do termo matemático “googol”, que representa o número 1 seguido por cem zeros. O nome foi considerado perfeito para dar a dimensão de infinidade de informações na web e informações que a buscar poderia processar.
Coworking Google

Assim como o BlackRub, o Google também começou sendo hospedado no domínio da universidade, www.google.stanford.edu. Ambos os fundadores estavam endividados com os gastos em pesquisa e desenvolvimento e precisavam de um aporte financeiro para dar continuidade ao projeto. Para isso, contaram com o cheque de 100 mil dólares de Andy Bechtolsheim, cofundador da fábrica de computadores, semicondutores e softwares, Sun.

Para que pudessem concretizar o recebimento de seu primeiro investimento, os fundadores deveriam tirar os servidores de seus quartos na universidade e leva-lo para um escritório. O local escolhido foi a garagem de Susan Wojcicki, amiga dos estudantes. Em 1997, o domínio Google.com foi registrado, sendo oficialmente lançado, apenas um ano depois.

Saiba onde empreender

O Google começou suas operações dentro de uma garagem, você não precisa fazer o mesmo para ter sucesso. Se estiver procurando alguma oportunidade de local para instalar o seu empreendimento entre no site da Gowork e confira todas as nossas opções de escritórios de coworking.

Se ainda não souber o que os coworkings podem lhe oferecer, entre e descubra como o escritório de coworking pode ajudá-lo a potencializar seus lucros e profissionalizar o seu negócio.