Como dois empreendedores criaram uma empresa de busca on –line que se tornou uma das principais empresas de tecnologia do mundo

Em 1998, o Google já começava a apresentar resultados mais expressivos que seus concorrentes AOL, Yahoo! E MSN, passando a ser considerada o futuro, em um momento de explosão da internet. Eram mais de 60 milhões de páginas indexadas, mais de 10 mil buscas diárias e mais de um terabyte de dados.

A empresa já contava com os esforços de 8 funcionários e crescia a passos largos, de modo que a garagem onde haviam se instalado já não era mais suficiente para o tamanho da empresa.

Em 1999, o Google se muda para um endereço conhecido por ser uma incubadora de famosas StartUps do Vale do Silício, como Paypal, e que seria a casa da empresa até 2003. Neste mesmo ano, a empresa torna público o recebimento de um investimento de cerca de US$ 25 milhões de dólares, da Sequoia Capital e Kleiner Perkins.

 

Coworking Google Parte II

 

No início dos anos 2000, a empresa estreou seu sistema que levaria os fundadores a ficarem bilionários. Basicamente, o serviço permitia a venda de anúncios por meio de palavras chaves, de forma mais leve e veloz que seus concorrentes.

Ainda em 2000, o Google foi o primeiro servidor a atingir de 1 bilhão de urls registradas e a marca começou a atingir uma escala de atuação global quando disponibilizou seus serviços em outras 13 línguas: francês, alemão, italiano, sueco, finlandês, espanhol, português, holandês, norueguês, dinamarquês, chinês, japonês e coreano.

No ano seguinte, a empresa comprou o serviço de discussões, tópicos e mensagens, Deja.com, a primeira de quase 200 compras, fusões e incorporações feitas até hoje. Neste mesmo ano, o Google lançou o seu serviço de imagens, que logo em seu lançamento, já contava com um acervo de mais de 250 milhões de arquivos.

Em 2001, a empresa já estava disponível em 26 idiomas e contava com mais de 3 bilhões de páginas indexadas. Na América Latina, estabeleceu uma parceria com o UOL, enquanto abria seu primeiro escritório internacional em Tóquio, no Japão.

Em 2002 o Google estabeleceu uma de suas maiores revoluções até hoje, sua famosa e revolucionário filosofia de trabalho, responsável por incentivar seus funcionários a dedicar 20% de seu tempo na empresa em algum projeto paralelo. Essa filosofia deu origem a serviços como o Gmail, Orkut e Google News. Ainda neste ano, a empresa adquiriu a Applied Semantics, tecnologia que permitiu a criação do Google AdSense.

Abertura de capital e mudança de sede

Coworking Google Parte II

IPO – Google

Em 2004, a empresa contratou um famoso executivo da Goldman Sachs para conduzir seu IPO. Meses depois, mais de 19 milhões de ações foram colocada no mercado, ao preço de US$ 85,00. Ao fim do mesmo dia, o Google já havia captado mais de 23 bilhões de dólares. Dez anos depois, em 2014, o valor das ações havia subido mais de 1300%. O Yahoo! Se tornou um dosgrandes acionistas da empresa ao comprar 2,7 milhões de ações.

Com o espaço em Palo Alto pequeno demais para abrigar todos os funcionários e atender as demandas da empresa, o Google decidiu se mudar para um comprou uma propriedade enorme em Mountain View, na Califórnia, onde foi criado, o que é hoje conhecido como Googleplex.

 

Empreender também é diversificar

Coworking Google Parte II

Google Driverless Car

Em março de 2004, a empresa lançava o Google Local, precursor do Google Maps, um serviço de organização de cidades, locais, serviços e endereços. No mesmo ano, a empresa adquiriu a Keyhole Inc, uma start-up que havia desenvolvido um produto chamado Earth Viewer. O Google renomeou o serviço para Google Earth.

Nos anos seguintes, a empresa continuava sua expansão meteórica. Em 2005, adquiriu a Urchin Software Corporation e o sistema de estatísticas, Urchin que viria a se tornar o Google Analytics. Um ano depois, em 2006 adquiriu o Youtube por 1,65 bilhão de dólares. Em 2008 fez uma parceria com a GeoEye, lançando um satélite que fornece imagens de altíssima qualidade da terra para o Google Earth. Em 2010, por meio do Google Energy, fez um investimento de 38,8 milhões de dólares em energia renovável, comprando dois parques eólicos que forneceriam energia suficiente para abastecer 55.00 casas.

Para 2016, está previsto o lançamento do “Google Driverless Car”. O projeto consiste na parceria entre o Google e a Toyota, que deve leva às ruas de Nova York, uma frota de 5 mil Pryus autônomos, ou seja, que não precisam de motoristas. O projeto é liderado pelo cientista do Google, Sebastian Thrun, e funciona a partir de um software chamado Google Chauffeur.