Mesmo se você não trabalha numa área que tradicionalmente valoriza a criatividade – como a publicidade e as artes em geral – ter uma mente criativa é um diferencial para se destacar na carreira e também para ter uma vida mais produtiva e plena.

Ser criativo não é apenas ter ideias geniais ou se expressar artisticamente – é ter uma mente flexível, que consegue fazer associações além dos padrões de pensamento e da lógica “comum”.hot-desk

Você não se considera uma pessoa criativa? Calma! Pesquisas já demonstraram que é possível “treinar” o cérebro para desenvolver a criatividade. E algumas atitudes simples no dia a dia ajudam a condicionar a mente para ser mais criativa. Vamos conhecer algumas delas?

1 – Experimente com o ambiente à sua volta

O ambiente em que estamos pode determinar nosso humor, nível de concentração e também diminuir ou aumentar a capacidade de pensar de forma criativa. A luz, nível de barulho, disposição de móveis e objetos, circulação de ar – tudo influencia.

A dica é primeiro observar seu ambiente de trabalho, identificar o que te incomoda nele e experimentar mudando coisas de lugar, o nível de ruído, a iluminação… Aliás, vamos começar por ela:

Iluminação: já há muitos estudos que analisam como a iluminação ambiente afeta nosso cérebro. Luzes mais “quentes” – de cor amarela -, iluminação indireta e luzes não muito fortes, mas que também não deixem o ambiente muito escuro, são mais recomendadas.

Plantas: uma plantinha em cima da mesa ou uma planta maior num vaso no chão próximo a você são boas opções para deixar o ambiente mais alegre – e também já foi provado que as plantas aumentam a produtividade. Esse vídeo tem dicas bem bacanas de como usar as plantas no seu ambiente de trabalho:

>

Som ambiente:  Se o seu ambiente de trabalho for muito barulhento, com telefones tocando, impressoras trabalhando, gente conversando em voz alta, fatalmente sua produtividade e criatividade serão prejudicadas.

A dica é conseguir um bom par de fones de ouvido com cancelamento de ruído, que isolam completamente o ruído externo.

Se você gosta de ouvir música para trabalhar, ótimo! A música, em volume não muito elevado e de preferência instrumental – como música clássica ou jazz – faz a mente “viajar” e criar novas conexões no cérebro, estimulando sua criatividade.

Mas se você acha que a música distrai quando está trabalhando, pode usar os fones mesmo assim, no mudo, e cancelar os ruídos externos.

Fique de pé: Geralmente passamos todo o dia no trabalho sentados na frente do computador. Mas ficar muito tempo parado, principalmente sentado, não só dá sono e tira a disposição do corpo – também atrofia sua mente! Estudos já mostraram que de pé temos ideias melhores.

Por isso, não fique mais de uma hora seguida sentado, se condicione a levantar de vez em quando pra se espreguiçar, dar uma volta no escritório.

E experimente também ajustar uma mesa pra você trabalhar no computador de pé. Parece esquisito, mas funciona!

2 – Faça caminhadas regularmente

Como falamos acima, se movimentar é muito importante para exercitar a criatividade. Muitos inventores e criadores famosos usavam caminhadas para arejar a cabeça e ter boas ideias.

Um conhecido estudo da Universidade de Stanford comprovou que caminhar aumenta a criatividade, não só durante o exercício mas também depois da caminhada.

Mas tem uma pegadinha. A pesquisa mostrou que a caminhada ajuda a criar as chamadas “ideias divergentes”, ou seja, o fluxo de ideias diferentes que surgem durante o brainstorming, mas prejudica o pensamento mais focado, onde há apenas uma resposta correta para um problema.

Por isso, caminhar é indicado nos primeiros passos do processo criativo, quando você precisa criar muitas ideias diferentes e “fora da caixa”, mas não é indicada no final do processo, quando você já está próximo da solução correta.

O estudo não diferencia entre caminhadas em ambientes abertos, como parques ou ruas, e fechados, como esteiras na academia.

Mas sem dúvida uma caminhada em meio à natureza, e de preferência desconectado de distrações como o celular e televisão, é mais agradável e ajuda a pensar melhor nos problemas e encontrar soluções mais criativas.

Confira no vídeo mais benefícios da caminhada e porque caminhar é diferente de andar

3 – Crie limitações

Ser criativo é libertar sua mente de limitações, certo? Errado! Claro que é importante se livrar de amarras mentais para estimular o processo criativo, mas a velha regra “tudo tem limite” segue válida. Estar limitado por fatores externos pode inclusive melhorar sua criatividade.

Já percebeu que, se você tem muitas escolhas à disposição, sua cabeça “trava” e você não consegue escolher a melhor opção?

Pois é, mas se, ao contrário, um problema tiver limitações inerentes a ele, sua mente vai dar um jeito de “dar a volta” nessas limitações e encontrar a solução.

Por isso, se você estiver frente a um problema com opções e escolhas muito amplas, a dica é você criar limitações e restrições voluntariamente.

Pode apostar que, dessa forma, terá ideias e soluções mais criativas para resolver o problema.

4 – Comece um projeto paralelo criativo

Pode ser que você trabalhe atualmente numa função que não exige nada de criatividade. Se for seu caso, apostamos que você não quer ficar nesse trabalho pra sempre, afinal ele deve ser muito chato!

Então a dica para você estimular sua criatividade, e assim se capacitar para uma função mais interessante, é iniciar um projeto paralelo que exija pensamento criativo.

Desta forma, você vai gerar um grande “boost” de confiança e perceber que consegue fazer tudo o que você se propor a fazer, Pode ser um blog, uma página do Facebook, um projeto no Instagram, um canal do YouTube, um livro ou roteiro para um filme ou programa de TV, uma newsletter… O importante é ser sobre um tema e assunto que você domine e seja apaixonado.

A melhor coisa de criar um projeto novo é que você será o “dono” dele e sempre terá a palavra final.

Se você nunca trabalhou com criação, vale fazer um curso, hoje em dia existem diversos cursos online gratuitos sobre criação e criatividade.

O mais difícil de criar um novo projeto é justamente começá-lo. Esse vídeo vai te ajudar a dar esse primeiro passo:

5 – Veja o mundo!

Pra acabar, um conselho que ninguém vai achar ruim: viaje mais! Quando estamos presos a uma rotina, de casa pro escritório, do escritório pra casa, pegando sempre o mesmo ônibus pra ir e voltar, passando pelos mesmos lugares, não há criatividade que aguente.

Claro que é preciso ter tempo e dinheiro pra viajar, e essas duas coisas andam em falta. Mas deve ser uma prioridade da sua vida conhecer novos lugares, pessoas e culturas diferentes.

Se a grana tiver curta mesmo, mudanças de rotina mais casuais, como mudar o caminho para o trabalho, trocar o carro pela bicicleta ou o ônibus pela caminhada, fazer uma trilha no fim de semana próximo a sua cidade, ou buscar um trabalho voluntário ou um grupo pra fazer alguma atividade, são todas boas opções pra fugir um pouco da rotina.

Gostou das ideias para estimular seu pensamento criativo? Pra encerrar, tem mais 10 dicas para aumentar sua criatividade dadas por ninguém menos que o professor Leandro Karnal!