Desenvolvimento de equipe com técnica SCRUM

Estamos vivendo um tempo, uma era ou se você preferir o século onde cada ação que damos é minuciosamente premeditada.

O fato é que independente do seu ramo de atuação, ter ferramentas que te ajudam a obter os resultados almejados é extramente importante, mas como o ditado popular diz que “Tempo é dinheiro”, no artigo de hoje nos vamos te ajudar através do método scrum que “Dinheiro é planejamento em equipe”.

O método scrum foi desenvolvido na década de 80, por Ikujiro Nonaka e Hirotaka Takeuchi , mas formalizada como um software, em 1995, por Jeff Sutherland que teve uma carreira desafiadora e repleta de dificuldades para chegar até aqui.

O sistema operacional deste método, teve sua aplicação inicial em desenvolvimentos de software para empresas como Toyota, 3M, Mearsk, British Petroleum  dentre outras e agora  pode ser aplicado para amadurecer o processo do seu negócio e empresa.

Aplicando o Método Scrum para desenvolvimento de equipe

Desenvolvimento de equipe através do método scrum para o seu negócio

Um dos pontos de aplicação que o método scrum trabalha é o de que toda a equipe deve fazer sua autogestão, diferente do tradicional, onde equipes são lideradas por um “chefe”, que cobra o tempo todo o seu desempenho, metas e resultados.

 

Quando aplicado o scrum, os componentes da equipe acabam adquirindo uma autonomia maior em suas obrigações, gerando maior produtividade, flexibilidade,responsabilidade e entendimento de suas funções.

Uma equipe multidisciplinar pode fazer muita diferença no mundo corporativo, na estratégia de criação em sua startup, no empreendedorismo do seu negócio , seja ele pequeno, médio ou de grandes proporções.

Para que este método ser efetivo é necessário que haja uma divisão na equipe onde cada membro possua uma tarefa específica e então ela se compõe pelo Scrum Master, Product Owner e uma equipe de desenvolvimento (Scrum Team). além de reuniões diárias para manter o alinhamento orgânico de todas as áreas e o seu progresso.

Abaixo, compartilhamos com você o que cada área representa e a forma que se desenvolve os seus processos de atuação, publicadas pelo blog MJV Blog. 

  1. Scrum Master: Seu maior desafio é promover balanceamento. De um lado, assegurar que a equipe esteja feliz e sinta que seu trabalho é gratificante, além de atuar como um escudo para o time e, de outro lado, garantir que o valor que o projeto deve trazer para o negócio seja atingido.
  • Atua como um facilitador;
  • Garante que o time esteja feliz e produzindo resultado para o cliente;
  • Elimina desperdícios.
  1. Product Owner: Tem a visão completa do processo e trabalha com o Scrum Master para atingir os melhores resultados possíveis.
  • Responsável por gerar o ROI do projeto;
  • Detém o conhecimento de todo o produto;
  • Define as prioridades do projeto.
  1. Scrum Team: É a equipe de desenvolvimento. Não existe uma divisão clara de papéis dentro do Scrum Team (como desenvolvedor, analista de testes, etc). Todos se comprometem como equipe a atingir o objetivo do projeto e trabalham para completar o conjunto de atividades.
  • Sem papéis claramente definidos;
  • Todos dividem a mesma responsabilidade;
  • De preferência, trabalham todos no mesmo local físico e nos mesmos horários.

A implementação do Scrum segue as seguinte fases:

  1. Product backlog: É a lista de “coisas” que gostaríamos de ter implementadas ao final do projeto, definido ao longo da Sprint 0. Deve conter todas as estórias a serem implementadas durante o projeto de forma priorizada, dimensionada e atualizada pelo Product Owner. Seu principal objetivo é entregar o valor idealizado no Project Statement.
  1. Sprint planning: É o momento de detalhar as histórias, criar tarefas, dimensionar e aceitar o desafio.
  1. Sprint Backlog: Definido durante a atividade de Sprint Planning. Durante a produção do Sprint Backlog, as User Stories devem ser criticadas, detalhadas e quebradas em estórias menores até que sejam completamente entendidas e descritas. O P.O. deve auxiliar no entendimento das estórias. É interessante realizar as atividades em equipe utilizando papéis, post-its, paredes e quadros ao invés de ferramentas digitais.
  1. Sprint: São pequenos ciclos de desenvolvimento. Durante uma Sprint, uma série de estórias são implementadas. A quantidade depende do tamanho das estórias e da velocidade da equipe. Sprints possuem deadlines claras, objetivos ambiciosos e duram por volta de 2 ou 3 semanas. Não podem sofrer alterações após terem sido iniciadas e possuem tempo fixo (Time Box), importante para a equipe se acostumar com o ritmo do trabalho e saber que em um período de tempo determinado sempre terá que gerar entregas.  Existem basicamente dois tipos:

E aí comente com a gente se você utiliza o método scrum , como ferramenta no desenvolvimento dos seus negócios ou se tiver alguma outra alternativa divide com a gente.

Quer ter uma sala colaborativa para sua equipe, entre em contato conosco!