Fazer parte de uma equipe capacitada não basta,  é preciso inovar

 

A todo momento, novas startups são criadas. Projetos e empresas de todos os tipos, categorias e mercados que surgem para facilitar as nossas vidas. É provável que, nunca na história destes país, tenha havido um momento tão propício para o empreendedorismo, e o surgimento de novos produtos e serviços capazes de nos entreter ou auxiliar nas mais diversas atividades.

São inúmeros os projetos que saem da mente e suor destes jovens brasileiros empreendedores e que buscam um lugar ao sol, alguma maneira de emplacar as suas empresas em um mercado que vem se tornando que vez mais competitivo.

Não importa se a sua Startup está dentro de um home office, em um grande escritório ou dentro de um coworking, sempre haverá aqueles momentos em que você precisa de uma ajuda externa, um auxílio para impulsionar o seu negócio. E é para isso que existem as aceleradoras, para fornecer estrutura e investir no seu negócio, em troca e uma participação na sua empresa.

O que as aceleradoras buscam?

Geralmente, as aceleradoras realizam processos seletivos bastante detalhados para escolher os empreendedores com quem querem trabalhar. Também é comum, por parte das aceleradoras, que busquem projetos de mercados e características especificas. Portanto, se você quiser chamar a atenção destes futuros parceiros, é fundamental atentar para alguns detalhes fundamentais.

Antes de tudo, saiba que fazer parte de uma equipe capacitada não é o bastante. As aceleradoras buscam equipes multidisciplinares, heterogêneas e dinâmicas, capazes de agirem com coragem e ousadia.

Coworking Gowork Sp JordanBelfort

Outra característica valorizada pelas aceleradoras é a capacidade de inovação e solução efetiva de problemas que as empresas podem oferecer. O novo empreendedor precisar ter um olhar diferenciado para o mercado, precisa encara-lo como um consumidor e entender todas as suas nuances.

Por fim, outro aspecto que as aceleradoras devem considerar determinantes nos processos seletivos é o modelo de negócio das empresas. As Startups devem ser estruturadas de modo que tenham uma proposta de valor vem definida e diferenciada, capazes de ofertar seu produto em uma escala global.